window.dataLayer = window.dataLayer || []; function gtag(){dataLayer.push(arguments);} gtag('js', new Date()); gtag('config', 'UA-104455988-1');
Blog da Gena

Tudo sobre o setor de Energia Solar para empresas

Confira como funciona um projeto de energia solar e quais são os custos envolvidos

Confira como funciona um projeto de energia solar e quais são os custos envolvidos
Equipe Gena

Equipe Gena Energia Solar

16 de maio de 2022

As vantagens da geração própria de energia solar podem ser vistas logo de cara na tarifa de luz! Por isso, muitas pessoas buscam economizar a partir de um sistema fotovoltaico em sua residência ou empresa e têm dúvidas sobre quanto custa um painel solar, parte essencial do sistema.

Antes de mais nada, é importante entender como funciona um sistema solar, que é composto por placas solares e outros equipamentos essenciais para a geração e distribuição segura e eficiente da energia produzida.

Confira nesse post como funciona um sistema solar, quais as etapas de um projeto e como você pode adquirir o seu!

Como funciona um Sistema de Energia Solar?

A placa solar é a primeira coisa que vem à nossa mente quando pensamos em energia solar. É nela que ficam as células fotovoltaicas, responsáveis por absorver a radiação solar e direcionar os elétrons para fora da célula e tornando a energia disponível para uso como energia elétrica.

quanto custa um painel solar

Mas o processo não acaba aí! A energia elétrica produzida pelos painéis solares possui corrente contínua, e é o inversor solar que converte a energia elétrica de corrente contínua para corrente alternada, ideal para uso residencial e comercial.

Em seguida, essa energia é distribuída para todo o local, ajudando a reduzir o custo com a conta de energia elétrica.

Como funciona um projeto de energia solar?

Na Gena, a etapa de elaboração do projeto é uma das mais importantes.  É nesse momento que estabelecemos todos os parâmetros e requisitos para que o local de instalação produza energia solar de maneira eficiente, limpa e sustentável.

Primeira etapa: Dimensionar o sistema fotovoltaico

A primeira etapa é o momento em que nossos projetistas dimensionam o sistema fotovoltaico que precisa ser instalado. Para isso, eles analisam dois fatores:

  • O consumo elétrico mensal estimado do cliente;
  • Incidência de radiação (luz solar) do local de instalação.

A partir disso, o projetista opta por equipamentos que possuem potências capazes de suprir a demanda de energia elétrica que o cliente tem conforme a incidência média de luz solar no local.

Após fazer essa estimativa, o projetista determina a potência e tensão do sistema, além do número de módulos fotovoltaicos (placas solares) que serão necessárias.

O sistema de energia solar (sistema fotovoltaico) é composto por 5 itens principais:

  • Painel solar fotovoltaico: placas solares que ficam no telhado;
  • Inversor solar: equipamento que altera a corrente elétrica de contínua para alternada e direciona a energia elétrica excedente para a rede da distribuidora;
  • Caixa de junção (string box): protetora do sistema contra danos elétricos;
  • Estruturas de suporte e ancoragem: equipamentos que fixam as placas solares no telhado;
  • Cabeamento: cabos e conectores que realizam a conexão elétrica entre os componentes.

Segunda etapa: Inspecionar a unidade consumidora

Com a inspeção técnica da unidade consumidora, o projetista emite um projeto preliminar com o dimensionamento do sistema fotovoltaico.

Para isso, o projetista avalia diversos elementos na visita técnica, como:

  • Tipo de telhado onde serão fixados os equipamentos;
  • Orientação solar no telhado;
  • Incidência solar no telhado;
  • Tipo de ligação elétrica que o imóvel possui;
  • Incidência de sombras no telhado;
  • Cálculo da área no telhado onde as placas serão instaladas.

Nesta visita, o projetista também avalia o local onde o inversor solar será instalado. Os equipamentos são preparados para ficar expostos ao tempo, no entanto, o recomendado é que fiquem abrigados. Quando não há essa possibilidade em algumas instalações, eles ficam expostos.

Essas informações são importantes para o projetista estimar o retorno financeiro e fazer o cálculo de rendimento energético do sistema. 

Esses dados são registrados no documento de acesso à rede para microgeração distribuída. E, por fim, são enviados à distribuidora de energia elétrica da região.

Terceira etapa: Finalizar os detalhes do projeto elétrico

Nesta etapa é onde o projetista e a equipe especializada da Gena finalizam o projeto elétrico do Sistema Fotovoltaico Conectado à Rede (SFCR).

Com toda a documentação pronta, começa o processo de solicitação do acesso à rede. Para isso, apresentam-se documentos técnicos, como:

  • Anotação de Responsabilidade Técnica (ART);
  • Certificado de conformidade do Inversor Solar;
  • Lista das unidades consumidoras do projeto.

Então, a distribuidora de energia elétrica da região irá avaliar o projeto e autorizar a instalação do sistema fotovoltaico no imóvel.

Como saber quanto custa um painel solar?

Como você pode ver, existem diversos fatores envolvidos na elaboração de um projeto de energia solar e diversos equipamentos necessários para o funcionamento ideal do sistema fotovoltaico.

Isso significa que o sistema é caro? Não! Isso significa que apresentar um valor de quanto custa um painel solar sem levar em conta a situação particular de cada consumidor, com suas demandas de energia e a capacidade que o sistema pode ter, seria irresponsável!

Por isso, convidamos você a conhecer a Gena Energia Solar! Nossa equipe especializada está pronta para tirar todas as suas dúvidas e te apresentar todos os detalhes de um projeto de energia solar.

Entrar em contato com a Gena

Equipe Gena

Equipe Gena Energia Solar

16 de maio de 2022

Deixe seu comentário