Blog da Gena

Conheça as principais dúvidas sobre energia solar

5, dezembro 2018

Apesar de ser um assunto cada vez mais comentado, ainda existem muitas dúvidas sobre energia solar. Quando temos uma pergunta sobre determinado assunto costumamos pesquisar na internet, não é mesmo? Mas quando é mais de uma questão nem sempre é fácil pesquisar uma por uma. Por isso reunimos neste post as principais dúvidas feitas por quem pretende instalar o sistema. Desse modo é mais fácil encontrar várias respostas em um único lugar. Confira.

Como funciona a energia solar?

Essa é certamente uma das maiores dúvidas sobre energia solar. Temos um post completo falando apenas sobre esse assunto, por isso vamos explicar resumidamente como funciona a energia solar.

Basicamente a energia é produzida pela incidência da luz solar. As nuvens podem atrapalhar um pouco o processo, porém mesmo assim é possível captar energia fotovoltaica em dias nublados.

De um modo geral o sistema absorve elétrons e os mesmos são levados para fora das células de energia solar e assim são utilizados como energia elétrica em corrente contínua, um conversor transforma esta energia em corrente alternada 60Hz a deixando compatibilizada com o padrão brasileiro.

Tirando dúvidas sobre energia solar

Agora que você já sabe como funciona a energia fotovoltaica, vamos partir para outras dúvidas sobre energia solar, que não são muito comentadas por aí. Responderemos essas questões que muita gente gostaria de saber. Vamos lá?

Quem tem energia solar deixa de pagar a energia elétrica?

Infelizmente não. A realidade é que energia elétrica continuará sendo utilizada no imóvel. Mas a vantagem de ter energia solar é que você poderá pagar apenas o valor mínimo cobrado pela distribuidora. A economia pode chegar até 95% do valor da energia elétrica que você pagava anteriormente. Em alguns meses pode ser cobrado um pouco além do mínimo, mas nada comparado à fatura sem energia solar. O mesmo é válido para ambientes empresariais e clientes que possuem entrada de energia CLASSE A, porém apenas a parcela de “energia fora de ponta” poderá ser compensada.

É preciso um telhado especial para a instalação?

Não é necessário. A instalação pode ser feita em qualquer telhado em bom estado. Claro que existem fatores como a inclinação e altura do telhado, que podem influenciar no valor da instalação de energia solar, já que os riscos para o profissional podem ser maiores.

Outro fator que restringe um pouco é o tamanho do telhado. Se for pequeno talvez não suporte a quantidade de painéis pretendidos. Mas nesse caso um quintal grande e aberto, ou um estacionamento descoberto, podem solucionar o problema.

Os painéis podem ficar na sombra?

Definitivamente não. O tempo nublado não interfere muito na energia solar, mas a sombra constante poderá danificar o sistema. Por isso é preciso atentar-se à árvores próximas, e outros elementos que podem fazer sombra, mesmo em uma pequena parte do equipamento.

Quando a sombra é constante em determinado ponto do painel, pode ocorrer o superaquecimento das células da região, provocando até mesmo a parada total do módulo. Outro fator que pode causar sombra são as fezes de pássaros e outras sujeiras acumuladas no painel. Por isso é importante manter a limpeza em dia.

Pode ser instalado em imóvel alugado?

Muita gente acredita que não, mas a realidade é que pode sim instalar energia solar em imóvel alugado. Esse assunto não é muito comentado e por isso é uma das principais dúvidas sobre energia solar. Mas como isso é possível?

O sistema pode ser instalado e reinstalado quando quiser. Ele não afeta a estrutura do telhado e por isso não traz problemas para quem mora em imóvel alugado. Claro que é importante verificar antes com o proprietário se é possível instalar o sistema. Se for permitido, não há problemas, pode economizar energia sem problema algum. E se no futuro você se mudar, pode levar todos os produtos junto com você.

Pode gerar energia para outros imóveis?

Este é outro assunto não muito citado. A verdade é que um sistema pode sim gerar energia para outros imóveis, porém não é possível distribuir essa energia igualmente. Essa divisão se chama “auto consumo remoto”, e conta com o sistema instalado em um único imóvel. Esse imóvel receberá toda a energia produzida, e apenas o excesso será distribuído para os outros.

O método serve para ajudar a reduzir os gastos de outros imóveis, mas não no mesmo nível que aquele onde está instalado. Vale ressaltar também que para que isso seja possível todos os imóveis devem estar no nome do mesmo proprietário ou deve-se criar um condomínio ou consorcio.

Gostou do post? Continue acompanhando o blog para tirar mais dúvidas sobre energia solar.

5, dezembro 2018

Deixe seu comentário

Fique por dentro das novidades sobre energia solar e economia na conta de luz!