Blog da Gena

Carros Elétricos e Energia Solar: uma combinação que pode dar certo!

carros elétricos

29, junho 2021

Os carros elétricos já são uma realidade no mundo. No Brasil, as montadoras já investem nesse tipo de automóvel e alguns lugares estão superando falta de infraestrutura usando placas solares fotovoltaicas para fazer pontos de recarga. 

O cenário dos carros elétricos no Brasil está mudando para melhor. Segundo o UOL Notícias, algumas empresas já estão investindo na construção de estações de recarga nas grandes cidades e um carro elétrico no Brasil pode sair por menos de R$160 mil. 

Carros Elétricos no Mundo

De acordo com a Bloomberg NEF, os veículos elétricos já diminuem cerca de 1 milhão de barris de petróleo por dia no mundo. O relatório 2020 da organização revela que o mercado de energia pode integrar confortavelmente a demanda atual por combustível automotivo.  

Mas, ainda existe muito espaço para os veículos elétricos crescerem. Especialistas revelam que em 2040 os veículos elétricos de passageiros, os comerciais , os ônibus e os veículos elétricos de duas rodas representarão apenas 5,2% da demanda global de eletricidade. 

Por isso, muitas montadoras estão direcionando sua produção para atender as exigências de diminuição de CO2 ou outros poluentes. A estimativa é que até 2030, 50% da frota da Europa será de veículos elétricos.

Carros Elétricos no Brasil

O Brasil é muito conhecido pela produção de etanol para o combustível automotivo. Mas, como as principais montadoras de automóvel são de fora do país, a tendência é que os motores híbridos (combustão e elétrico) ou os totalmente elétricos ganhem cada vez mais espaço no cenário nacional.

Porém, para que isso se torne realidade, o mercado nacional também precisa se estruturar. E, a distribuição de pontos de recarga dos veículos elétricos passará a ser uma realidade nos próximos anos. 

De acordo com o UOL, o Brasil tem cerca de 45 mil carros elétricos e híbridos, mas, apenas, 1200 estruturas para recarga, aproximadamente. E, a maioria desses pontos é de recarga lenta, que leva mais de 1h para ser concluída.

Mas, já existem leis que preveem a extinção dos carros a combustão no Brasil. Segundo a agência de notícias do Senado, “daqui a 10 anos será proibida a venda de veículos novos movidos a combustíveis fósseis, como gasolina ou diesel”. 

O PLS 304/2017, proposto pelo Senador Ciro Nogueira (PP-PI), está em votação pela Comissão do Meio Ambiente (CMA) desde fevereiro de 2020. O projeto determina que a partir de 2040 ficará proibida a venda de automóveis a combustão em todo o território nacional. 

Os debates no parlamento seguem em acirrada discussão. Apesar de ser uma realidade mundial, políticos como o senador Márcio Bittar (MDB-AC), defendem que o projeto de lei seria uma intervenção violenta na esfera privada. 

No entanto, o que sabemos é que as mudanças em prol da diminuição de poluentes na atmosfera é uma realidade do presente, não apenas do futuro.. E, sim, novas formas de combustível precisam ser estruturadas para atender a demanda de carros elétricos. 

Carros Elétricos e Energia Solar

Uma das alternativas mais viáveis para a geração de energia elétrica é através da energia solar com painéis solares fotovoltaicos. Inclusive, no Brasil já tramita projeto de lei, que visa a compensação econômica para os consumidores que optam pela energia solar.  

Mas, falando em carros elétricos e energia solar, o arquipélago de Fernando de Noronha foi um dos primeiros lugares do país a se preocupar com essa temática. 

Noronha Carbono Zero

A lei Noronha Carbono Zero determina que a partir de 2022, nenhum carro que emite dióxido de carbono entrará em Fernando de Noronha. E, que a partir de 2030, somente transportes elétricos poderão circular no arquipélago.

Guilherme Rocha, administrador de Fernando de Noronha, declarou em entrevista ao Diário de Pernambuco que duas empresas já foram contratadas para apresentar estudos de como atrair empresas e investimentos para criação de usinas solares e também saber da necessidade de placas solares para atender a demanda. 

O estado de Pernambuco é um dos lugares do Brasil que já saiu na frente no desenvolvimento de usinas solares. No entanto, o estado da Bahia é que foi o pioneiro, com a Usina de Pituaçu. 

Usinas Solares

Noronha I e Noronha II, já correspondem a um investimento de mais de R$20 milhões. E isso representa uma redução aproximada de 30% do custo de energia elétrica, sem falar nos benefícios ao ecossistema da ilha.

Em entrevista para o Auto Esporte, Frederico Marion Madeira, engenheiro automotivo especializado em carros elétricos, diz que o Brasil possui uma capacidade maior de produção de energias renováveis do que a Europa.

O especialista diz que ressalta que daria para adequar painéis solares em muitos prédios, pois o Brasil tem sol o ano inteiro E, então usar tal área para gerar energia e criar mais pontos de recarga com energia limpa. 

Segundo a reportagem, o engenheiro explica que a energia solar seria uma ótima solução para os grandes centros urbanos, pois é mais fácil de adaptar a rede e fazer a distribuição. 

Já nas estradas e rodovias que a situação se tornaria um pouco mais complexa, mas não inviável e, a solução ainda seria a energia solar com painéis fotovoltaicos.

Energia Solar: a melhor solução para o Brasil

Como vimos, a energia solar já está se tornando realidade no universo automobilístico. E, apesar da falta de investimentos e infraestrutura, você e sua empresa já podem começar a economizar energia elétrica agora.

A Gena Energia Solar é uma empresa especializada na instalação de placas solares fotovoltaicas. Você pode calcular sua economia. E, também pode saber tudo sobre energia solar seguindo nosso blog.

29, junho 2021

Deixe seu comentário

Fique por dentro das novidades sobre energia solar e economia na conta de luz!